Como contar uma boa história

bannerweb_julho

A BSP e a Enóis – Inteligência Jovem promovem oficina que ensina aos jovens como produzir conteúdos jornalísticos.



Pegasus e as origens do Olimpo (Kate O’Hearn)

capa_pegasus_olympo

Uma arma mortal abala a vida olímpica. O novo lar de Emily corre perigo, mas pesadelos recorrentes revelam a nossa heroína um estranho refúgio e uma surpreendente descoberta sobre a Chama mudará o rumo da história. Emily viaja entre mundos, e o amor por Pegasus e pelos olímpicos a faz arriscar tudo para salvá-los. Buscando aniquilar a monstruosa arma, ela ingressa em uma batalha que a conduz às origens do Olimpo, fazendo-a parte de um evento do qual jamais imaginou participar- Titanomaquia, a guerra épica entre olímpicos e Titãs.


A maldição da pedra (Cornelia Funke)

capa_maldicao_pedra

John Reckless, pai de Jacob e Will, sumiu sem deixar vestígios. Inconformado, Jacob gasta o dia procurando pistas que lhe deem alguma ideia do seu paradeiro. O garoto descobre um espelho que servia como um portal para um mundo mágico. Mantendo segredo do seu achado, Jacob passa cada vez mais tempo do outro lado do espelho. Após doze anos, o mundo sombrio se torna seu verdadeiro lar, onde tem amigos e inimigos e é reconhecido como um dos melhores caçadores de tesouros que já existiram por ali. Will, o caçula, sente falta do irmão e estranha aqueles sumiços prolongados. Um dia, consegue burlar sua constante vigilância e o segue através do espelho, ato que tem uma consequência terrível.


Programação BSP de novembro

bannerweb_julho

Em novembro comemora-se o Dia da Consciência Negra e a BSP aborda cultura e literatura africanas em sua programação.


O sono e a morte (A.J.Kazinski)

capa_o_sono_e_a_morte

O negociador da polícia dinamarquesa Niels Bentzon está de volta. Desta vez, ele investiga um enigmático suicídio, em que a vítima parece ter tirado a própria vida para fugir de um criminoso de métodos sinistros e intenções misteriosas. Enquanto trabalha no caso, Bentzon adentra um arriscado mundo em que a linha entre a vida e a morte parece cada vez mais tênue. Com ritmo dinâmico, tensão crescente e personagens marcantes, “O sono e a morte” traz ainda o toque especial da escrita de A. J. Kazinski: uma reflexão sobre questões que não poderiam ser mais humanas a vida, a morte, a responsabilidade sobre nossas próprias escolhas.


Um vento na porta (Madeleine L’Engle)

capa_um_vento_na_porta

Segunda aventura dos irmãos Murry, iniciada com o clássico “Uma dobra no tempo”. “Um vento na porta” convida a garotada a embarcar numa nova viagem que supera as barreiras do tempo e da imaginação quando Charles Wallace, o irmão caçula de Meg Murray, começa a ver dragões na horta perto de sua casa. Ao lado do amigo Calvin O’Keefe, os irmãos irão conhecer criaturas fantásticas, capazes de salvar não só a vida de Charles, gravemente doente, mas também o universo, ameaçado por forças malignas.


Uma dobra no tempo (Madeleine L’Engle)

capa_uma_dobra_tempo

Os Murry viviam a cerca de oito quilômetros da aldeia, isolados, em uma rua afastada. Em um ambiente de cumplicidade, os irmãos e a mãe, uma bela cientista, conviviam bem, apesar das diferenças. Mas carregavam um vazio dentro de casa. O sr. Murry era um físico famoso e, desde que partiu para uma missão confidencial – e perigosa – do governo, não tiveram mais notícias dele. A vizinhança, curiosa, especulava a respeito. Quando, numa noite chuvosa, uma estranha figura envolta num sobretudo peludo, com lenços amarrados na cabeça e um chapéu apareceu rondando a casa dos Murry, um dos filhos a identificou como a sra. Queé, que se revelaria como peça-chave para desvendar tudo o que estava acontecendo com o pai.


Nós somos anonymous (Parmy Olson)

capa_nos_sonos_anonymous

Eles acreditavam que toda informação deveria ser livre e eram capazes de invadir seu site se você discordasse disso. Combatiam o sistema e toda forma de governo imposta. Alegavam que não se tratava apenas de um grupo organizado, mas sim de pessoas dispostas a ‘tudo ou nada’. Suas poucas regras eram: não fale sobre o Anonymous, não revele sua verdadeira identidade e não ataque a mídia. O anonimato dava a eles a liberdade de invadir servidores privados, roubar dados secretos de uma empresa, derrubar um site e depois devolvê-lo, completamente desfigurado. Algumas destas ações poderiam, inclusive, ser consideradas crimes, condenando-os à prisão por dez anos ou mais. Mas os Anonymous não pareciam se importar.